sexta-feira, 27 de maio de 2011

Top 5: Seriados do antigo Disney Channel


Olá! Como prometido, aqui está mais um Top 5 (apesar de que com um MEDONHO pequeno atraso). O tema desta semana é baseado total e magicamente nas minhas memórias de infância (ooh, eu não disse que seria meigo?).
Porque, nem todo mundo lembra, e tem gente que nem sabe, mas, antes do Disney Channel ser dominado por Hanna Montana, High School Musical e outros seres esquisitos, ele era uma graça. Era mesmo. Tá bom, talvez eu tenha essa impressão porque era a minha infância, mas eu consigo me imaginar facilmente vendo hoje em dia os seriados que eu via no canal aos 7 anos, e não posso dizer o mesmo de grande parte da programação atual...

Quando o Disney Channel surgiu, foi um tanto especial, porque era a primeira vez que eu via um canal infantil surgir. Conhecia o Cartoon Network, o Nickelodeon, o (extinto) Fox Kids e o Discovery Kids desde... bem, sempre! Eles já estavam lá quando eu nasci.
Mas, o Disney Channel, eu peguei do início. Passei o dia inteiro assistindo quando estreiou, fosse o programa que fosse. Sério. Foi suuuper saudável (mas eu me diverti pacas).

Então, aqui está a lista dos seriados que alegravam minhas noites no ano de 2001 (é... acho que era esse o ano... hum... tenho quase certeza...), exibidos no Zapping Zone, que na época era apresentado pelo Robson (ainda o vejo bastante no "canal do cliente" da Sky), pela Celly, pela Monalisa e pelo Felipe Aaukay. E tinha a "empadinha zz", os especialistas... bah, eram bons tempos.
Oh, malditos devaneios, vamos logo à lista:


5) Amor Fraternal (Brotherly Love)



O nome parece ser de novela mexicana, mas essa série de 1995 (sim, no Disney Channel passavam uns negócios velhos...) era super legal! Contava a história de três irmãos, Joey, Matt e Andy, que tocavam uma oficina ao lado de sua mãe/madrasta (é que ela era mãe dos dois últimos e madrasta do primeiro). Joey era o mais velho, rebelde e gostosão, o Matt era o do meio, nerd e germofóbico e Andy, o pirralho, era uma gracinha. Também era legal porque os garotos são irmãos na vida real - mas não eram bem que nem os Jonas :P 
Durou só duas temporadas, mas Joey Lawrence ficou relativamente famoso por mais alguns seriados, o mais recente é o "Melissa & Joey".
E a música de aberura dominava totalmente meus pensamentos!!! ficava na minha cabeça enquanto eu estava na escola...




4) Gênio do Barulho (Smart Guy)



Mesmo com uma trama tão clichê - família tem que lidar com moleque gênio - essa série era muito divertida. T.J. Henderson, com 10 anos de idade e Q.I. de 180, é transferido para o primeiro ano do ensino médio, o que serve de ponto de partida para as confusões, trapalhadas e outros termos de Sessão da Tarde que acontecem durante a série. O T.J., mesmo sendo um garoto-gênio, o que normalmente significa irritante, era muito fofo e simpático. Também tinha o Marcus, o irmão mais velho e menos inteligente, a Yvette, a irmã esperta e batalhadora (e diva, adorava a Yvette!), o Mo, melhor amigo bobão do Marcus (ria litros com as cenas dos dois) e Floyd, o pai viúvo e sábio.
Durou pouco tempo, também, mas ganhou seu espaço no hall dos seriados memoráveis da minha infância.




(também acabei achando uma participação da Ashley Tisdale na série. Presságio?? O.o)


3) Mano a Mana (Even Stevens)


Ok, o negócio é o seguinte: o Shia LaBeouf pode virar galã de Hollywood, estrelar dezenas de produções milionárias e ficar BFF do Spielberg, mas, pra mim, ele SEMPRE será Louis Stevens!!! Era por esse nome que eu o conhecia antes de ele ganhar a visibilidade que tem hoje, e, confesso, ainda me impressiono ao ver como o guri de "Mano a Mana" foi longe.
A série contava a história de Louis, um garoto pentelho que sempre arrumava alguma confusão e que adorava infernizar a vida de sua estudiosa irmã mais velha, Ren. Os dois também tinham um irmão mais velho, Donnie, e seus pais eram ainda mais atrapalhados do que os filhos. Tinha um humor meio pastelão, não era tão "realista", mas, ainda assim, era bem legal. Ganhou um filme para a tv em 2003. E a abertura era fofa.




2) Lizzie McGuire


"Pode apostaar... o nosso plano é demais... deixa rolaar... senão você vai ficar pra trás..."
Infelizmente, não consegui achar a abertura da série em português, então, vou ficar sem mostrar essa adorável canção grudenta (pra ter uma noção do quanto ela é grudenta, acho que faz 6 ou 7 anos que não a ouço e ainda lembro bem da letra!). Hoje a Hillary Duff é uma estrela, atua, canta e, recentemente, até inventou de escrever (estou curiosa sobre o resultado disso), mas, naquela época, ela era só a Lizzie, uma garota de 13 anos lidando com os problemas da adolescência e enfrentando o desafio de crescer. Os outros personagens eram os pais, Matt, o irmão mais novo problemático, Kate, a ex-amiga e atual bitch da escola (para qualquer bitch que eu conhecer, na vida ou na ficção, sempre terei Kate como referência), Ethan, o bonitão burro, e os amigos, Miranda e Gordo (que é secretamente apaixonado por Lizzie, e não é gordo - o nome é apelido de Gordon).
O mais legal mesmo era a Lizzie versão desenho, que aparecia para mostrar os pensamentos da Lizzie "real". Teve um filme em 2003, do qual, er, eu não gosto muito. Mas a série, eu amava. *-*





1) O Mundo é dos Jovens (Boy Meets World)


Um merecido primeiro lugar. Agora, parando para analisar, percebo que essa foi uma das primeiras séries que eu amei de verdade, de rir e chorar, me apaixonar pelos personagens, me identificar com eles e essas coisas bonitas. Foi tipo um "pré-Friends", "pré-Seinfeld" (não que Seinfeld faça chorar muito - tirando, é claro, aquele episódio da última temporada com os melhores momentos do elenco), "pré-Grey's Anatomy", enfim, pré-qualquer seriado que eu tenha amado desde então. Contava a história de Cory Mathews, seu irmão, Eric, seu melhor amigo, Shawn e sua namorada, Topanga (apesar de eles não terem começado a série como namorados), além de outros personagens que foram surgindo, e do Sr. Feeny, o professor mais badass da tv. Nas primeiras temporadas, eles são pirralhos e passam por situações mais leves e cômicas, apropriadas a suas idades. Depois, vão crescendo e os problemas ficam mais complexos. Da lista, é a série que mais durou (sete temporadas) e fez sucesso. É realista, sensível, divertida e tem uma das cenas de encerramento mais bonitas ever (*lágrimas nos olhos*).
Eu queria mesmo ver essa série de novo.
Bem, todas elas, na verdade. xD





Bem, é isso para a sessão nostalgia o Top 5 de hoje.
See ya o/

P.S.: Ficaram de fora alguns seriados que eu amo de paixão, como "Sinistro" (So Weird), mas que, provavelmente, surgirão no blog em alguma outra hora.

6 comentários:

Dani disse...

Ahhh, a Disney! Na época em que as séries ainda eram legais! Meeu, eu quase nem lembrava mais de Um Gênio do Barulho! Apenas fiquei com aquela vaga impressão de "eu já vi isso em algum lugar", até que li o nome (apelido, enfim) T.J. e me deu aquela luz, hahahaha.

E Mano a Mana, cara! Eu achei que fosse a única que também automaticamente mentalizasse o Louis quando vê o Shia LaBeouf. NÃO ESTOU MAIS SOZINHA. XD

Lizzie McGuire acho que era a minha preferida. Eu queria tanto ser que nem ela, HAIOEHUOAEUIH. Tive uma fase muito "quero ser Hilary Duff" quando eu era pequena. XD Sabia as músicas de cor, e tudo mais. E eu tô bem curiosa de ler o livro dela também, hahaha.
A cena de Lizzie McGuire que eu nunca esqueço é uma que acho que eles tinham que fazer uma peça para a escola, e o Ethan ia atuar. Aí ele vem pra Lizzie e fala: "Olha, Lizzie, esse negócio de andar e falar ao mesmo tempo não é pra mim", HAIOUEHOAIEHUAOIEHUAOHUIE.
E a Lizzie só com 13 anos?! Eu lembro que quando eu via a série, achava a Lizzie a tal da super adolescente, HIAOUEHIOAHUEOAIEHU. #fail

De O Mundo é dos Jovens eu também gostava, mas pra mim, a série que dividia o páreo com Lizzie McGuire era As Visões da Raven. Putz, muito legal! XD

Finja que meu comentário nem foi grande. XD
Adorei o post, beijos!

Sarita disse...

Como sou mais velha que você, conheço todos! Meu favorito é O mundo é dos jovens. Gostei do seu blog, já estou seguindo.

Miss Carbono disse...

Lembro de alguns da lista tipo Amor Fraternal que eu acho que tbm passava no SBT =P
É que nessa época eu não tinha TV por assinatura então minha infância tem mais programas da cultura e do SBT mesmo hauahuahauha

teh mais

Marcela G. disse...

Dani, eu tb achava q era a única q via o Shia como o Louis xD
Tb achava q a Lizzie era a super adolescente, ela parecia tão... evoluída hahahaha
Gostava muito de As Visões da Raven, deixei várias legais de fora, dava p/ fazer um Top 20 xD
Obrigada, Sarita! Seja bem-vinda ;D
É mesmo, Miss, acho q muitos tb passavam no SBT.
Minha infância tb está cheia de programas do SBT e Cultura, acho q eu passava tempo demais vendo tv hahaha
Beijos

Carissinha disse...

Eu assisti uns episódios de Amor Fraternal e sempre quis ver Lizzie miguire.
Só que nessa época eu não tinha tv por assinatura. Hoje, que tenho, fico bem longe da disney. Hehe.

Beijos!!

Seguindo seu blog.

Marcela G. disse...

Obrigada, Carissinha!
Seja bem-vinda ;D
Tb fico longe do Disney Channel hoje em dia, exceto quando passa algum filme de animação fofo xD
Beijos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...